sejam bem vindos!

Compartilhamento de atividades e idéias musicais...

A musica é a mistura de bandeiras
O som não tem fronteiras
É MADE IN CORAÇÃO... Toquinho


terça-feira, 10 de agosto de 2010

O nascimento das notas musicais - Idade Média





A idade Média foi dominada pelo Cristianismo, os monges eram quase as únicas pessoas que sabiam ler, as artes estavam sempre subordinadas à religião, inclusive a música, por esta razão os cantos gregorianos são as principais manifestações musicais que chegaram até os nossos dias.

A pauta musical e as sete notas musicais como conhecemos hoje: dó, ré, mi, fá, sol, lá e si, foram criadas pelo músico italiano e monge beneditino Guido D'Arezzo que viveu na idade média entre os anos de 995 à 1050 d.c., ele recebeu este nome porque ele nasceu na cidade de Arezzo (Toscana). Ele revolucionou a antiga ordem musical, de modo que foi chamado o inventor da música.

O nome das notas foram criados a partir de hino em honra de S. João Baptista, padroeiro de todos os cantores medievais. Este hino tinha uma curiosidade: cada verso começava com uma nota, um tom mais alto do que o anterior. Para fixar na memória dos seus alunos, o monge fazia decorar a primeira estrofe do hino, com o andar do tempo a primeira sílaba de cada verso se tornou nome de nota, exceto a palavra ut, mais tarde substituída por dó e a nota San passou a ser chamada de si (por serem as inicias em latim de São João, Sancte Ioannes).

Ut queant laxis
Resonare fibris
Mira gestorum
Famuli tuorum
Solve polluti
Labii reatum
Sancte Ioannes


Que significa:
"Para que nós, teus servos,
possamos elogiar claramente
o milagre e a força dos teus atos,
absolve nossos lábios impuros, São João"



Monatgem do Xilofone
Nesta base as crianças irão ter um exemplo vivo das notas musicais e para isso irão construir um xilofone de garrafas d'água. Havendo pouco tempo as crianças poderão somente colocar água nas garrafas, neste caso na base deverá haver um xilofone montado com as garrafas vazias.

Após a construção as crianças utilizaram o instrumento adquirindo familiaridade com as notas, poderão também tocar algumas musicas curtas conhecidas.

Material
1 cabo de vassoura
8 garrafas de cerveja (vazias)
Barbante ou náilon
2 cadeiras ou bancos
Tinta guache
Água,
Um lápis ou bastão de madeira
Um funil

Como montar
Fixar o cabo da vassoura em duas cadeiras ou banco. Neste cabo serão amarradas as oito garrafas de vidro vazias, preferencialmente incolores. As garrafas terão uma quantidade de líquido diferenciado de forma a poder cada uma vibrar o som de uma nota musical. A primeira garrafa da direita ficara vazia responderá a nota mais aguda. Nas outras garrafas coloca-se água, com o auxilio do funil, até formar a escala natural invertida (do, lá, sol, fá, mi, ré, do). A garrafa da esquerda vai ficar mais cheia de água, portanto corresponderá a nota mais grave. Este trabalho deverá ser feito primeiramente pelo educador com o auxílio de um músico com capacidade de distinguir cada uma das notas. Feito isso, mede-se com uma proveta (facilmente encontrada em lojas de artigos para perfumes) o volume necessário e anota-se a quantidade de água gasta. Este marcação também pode ser feita, riscando-se na garrafa, com caneta de retroprojetor, o local onde a superfície da água atingiu. Embora esta forma seja a mais fácil, a primeira onde se mede a quantidade de água com a proveta é mais educativa para os alunos que participarão mais ativamente da construção, com ações que permitem uma maior reflexão sobre quantidades, grandezas e formas de produção de som.

Para reconhecer facilmente cada uma das notas a que corresponde cada garrafa, é possível colorir á água contida em cada uma das garrafas, o que também dará um efeito bonito. A água pode ser colorida com guache, aquarela ou com corante alimentar. As garrafas também podem ser identificadas com etiquetas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário